Um dia a mais ou um dia a menos?
Textos

Um dia a mais ou um dia a menos?

Um dia a mais ou um dia a menos?

1 segundo pode mudar sua vida ou não faz diferença?

Mais um ano igual ou mais um ano para tentar ser diferente?

Mais um número anotado ou um possível futuro amor – com direito a casamento, casa grande e dois cachorros?

Mais uma festa para não lembrar de nada no dia seguinte ou mais uma festa para marcar sua vida – da melhor maneira possível?

Mais um “eu te amo” por rotina ou mais um “eu te amo” através de uma mensagem de bom dia?

Como você enxerga a vida? Qual seu propósito aqui? No que você quer se tornar?

Mais um empresário rico com divórcio nas costas, dores de cabeça diárias, saúde precária?

Mais uma trabalhadora refém do capitalismo que acha que nunca conseguirá subir de cargo?

Mais um ser vagando sem direção?

Mais um que se deixa levar pelo tempo, esquecendo que ele passa voando? Quando você percebe, já foi.

Viver cem anos a mil ou mil anos a cem? Você vive ou sobrevive?

Qual sua crença? Todo mundo é crente. Talvez crente em Deus, em si, no universo, nas estrelas, no destino, em karma e dharma. Não seja mais um cético. O combustível para sonhar é a fé – um homem sem sonhos não sabe viver.

Onde e como você se vê daqui a 10 anos? Como você quer estar daqui 1 hora? Onde é seu refúgio?

Quem você ama? Para onde você volta no fim da tarde? De quem é o sorriso cansado que você vê ao chegar em casa?

Afinal, quem é você? Qual o tipo de vida que você quer ter? E por que não tê-la agora? O que te limita?

Viver é não ter medo de cair e levantar. Viver é dar a cara a tapa por aquilo que você acredita. Viver é ter pessoas que você ama ao seu redor – mesmo através de uma linha telefônica. Viver é dar seu melhor e chorar achando que perdeu as forças. Mas olhar no espelho e saber que você pode tudo!

Viver é ter fé. Viver é amar. Viver é intensificar cada abraço. É ser completo sozinho, mas saber que de nada vale se não tiver alguém para compartilhar as conquistas.

Viver é sorrir, dançar, gritar, cantar, realizar, às vezes ter que desistir porque aquele não era o plano certo para você. É aprender a esperar, enxergar cada detalhe e se abrir para novas possibilidades.

Viver é se permitir! Talvez você se permita pular de paraquedas ou então provar lagosta – e ir contra seu juramento de nunca comer. Vai saber! Tudo o que fizer com grandiosidade, será um novo desafio.

E você sabe, desafios quebram rotinas. Rotinas produzem pessoas mornas, mais ou menos, as quais aceitam qualquer coisa e não possuem nada de coragem.

Mas aí: você é alguém mais ou menos? Morno ou fervendo? 8 ou 80 – ou qualquer coisa te satisfaz?

É de se pensar.

Texto por: Lauren da Rocha Scomparim.

1755d056-2c46-41c3-818a-b3ddb5f2f2e0

Fotos retiradas do Tumblr.

 

 

facebookfacebook

sobre a autora

Apaixonada por tudo que faz meu coração vibrar: moda, dança, livros, viagens, arte, música, céu, mar, sol e lua! Sou uma pessoa de muita fé e de alto astral! Estudante de moda, eu quero mostrar o lado “moda como expressão da sociedade”, pois acredito que ela não é só consumismo e regras ditas, mas sim, um meio de se libertar e ser quem você é!