Não fique onde não há amor.
Textos

Não fique onde não há amor.

Não fique onde não há amor. Não fique onde não há amizade e companheirismo. Não fique em um lugar o qual você precisa se espremer para caber ou onde precisa arrombar a porta para entrar.

Não force nada. Não insista 10 vezes – se você insistiu uma vez e nada foi correspondido, não fique. Não exija uma resposta, não exija um abraço – se não é por livre e espontânea vontade, não fique. O mais essencial é reciprocidade e onde não tem, não vale a pena a ficar.

Às vezes perdemos tempo dando chances para quem, na verdade, não está disposto a mudar em nenhuma delas. Porque eu digo: quem ama, agarra a primeira chance. Se errar, com certeza acerta na segunda. Terceira já é burrada. Ao invés de dar a terceira para alguém igual, o que acha de dar a primeira chance para quem espera te fazer feliz?

Não, não é egoísmo. Não é substituição. Não é abandono. É saber que onde você não se encaixa mais, não adianta ficar. É entender: você precisa de mais. E o outro também.

É abrir as asas e pegar um novo voo. É descobrir e dar liberdade – se libertar de algo sufocante e dar lugar para algo cheio de fôlego.

Por isso, onde há prisão, não chegue perto. Onde há ciúmes, se afaste. Onde há desconfiança, corra para longe. Onde há frieza, não tente aquecer.

Mas onde há liberdade, há amor puro. E ali você pode demorar a vida inteira.

Texto por: Lauren da Rocha Scomparim.

2763e525-578e-443c-bf30-47f7e394b5d6

facebookfacebook

sobre a autora

Apaixonada por tudo que faz meu coração vibrar: moda, dança, livros, fotografia, viagens, longboard, arte (em geral), música, céu, mar, sol e lua! Sou uma pessoa de muita fé e de alto astral! Futura estudante de moda, eu quero mostrar o lado “moda como expressão da sociedade”, pois acredito que ela não é só consumismo e regras ditas!