A novidade do desconhecido.
Textos

A novidade do desconhecido.

É engraçado como o ser humano fica com um pé atrás diante do desconhecido, não é?

Ontem foi meu primeiro dia de aula na faculdade. Eu fiquei muito nervosa, ansiosa, aflita – mas claro, eu estava (e continuo) MUITO feliz!

Mas eu nunca tinha sentido um nervosismo tão grande! Ansiedade do novo: dúvidas se eu ia gostar, como seriam as pessoas da minha sala, se eu iria fazer amizades, se seriam simpáticos comigo, se eu iria sentir uma diferença gigante entre ensino médio e superior, se eu ia me perder enquanto procurava minha sala e mais mil pensamentos.

Na hora, queria alguém para entra comigo na faculdade, me explicar tudo o que ia começar a acontecer a partir daquele dia – mas aquela era uma situação que eu tinha que enfrentar sozinha, até porque, vou enfrentar muito mais vezes ao longo da vida.

Enfrentar o novo sozinho. Já parou para pensar quantas coisas novas a gente enfrenta sozinhos durante o dia todo? Coisas diárias, pequenas, as vezes até pensamentos diferentes que temos que mudar. Na verdade, todos os dias são novos e acordar já é enfrentar o diferente.

A ansiedade, o medo, as dúvidas aparecem e te fazem questionar tudo – será que vou conseguir? Será que vai dar certo? Será? Elas tentam te parar, te fazer repensar, ou até voltar atrás.

Mas você já enfrentou tantas coisas! Já passou por tantas fases diferentes, porque sua alma arde em ansiedade? Porque sua mente tenta te sabotar? Você viveu o novo tantas vezes e se saiu tão bem, tanto que chegou até aqui, porque não conseguiria enfrentar mais um “novo”?

Calma. Respira. Tudo vai dar certo. O diferente, a mudança, o novo são tão bons! Novos ares, nova rotina, novo jeito de pensar – porque você vai se impedir de viver mais um acerto ou mais um erro? Tudo é aprendizado, tudo gera sabedoria, tudo nos faz crescer!

Cheguei na minha sala de aula, falei oi para algumas pessoas, fui respirando fundo e me acalmei. É ali que eu quero estar, é ali que vai começar meu sonho, então nada vai me parar.

Achei-me uma boba por ter ficado tão ansiosa e aflita – mas pode ter certeza que esse dia me fez amadurecer um pouco mais, então valeu a pena!

Estou pronta para mais um – e mais quantos vierem – novo!

Texto por: Lauren da Rocha Scomparim.

Fotos tiradas do Tumblr.
Fotos tiradas do Tumblr.

 

facebookfacebook

sobre a autora

Apaixonada por tudo que faz meu coração vibrar: moda, dança, livros, viagens, arte, música, céu, mar, sol e lua! Sou uma pessoa de muita fé e de alto astral! Estudante de moda, eu quero mostrar o lado “moda como expressão da sociedade”, pois acredito que ela não é só consumismo e regras ditas, mas sim, um meio de se libertar e ser quem você é!